Foto: Reprodução
O presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China, Charles Andrew Tang, acusou o Governo da Bahia de ter realizado a nova compra de respiradores no valor total de R$ 49 milhões em uma empresa fantasma. A denúncia foi feita na segunda-feira (11/5).

A compra foi feita pela empresa Ocean 26, sediada nos Estados Unidos. O valor se referia a 80% do preço de um lote de 600 ventiladores pulmonares. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o representante da empresa norte-americana que assinou contrato com a Bahia já teve o nome envolvido em suspeitas de corrupção nunca comprovadas no São Paulo Futebol Clube.

O cancelamento da compra foi comunicado na quinta-feira (7/5) pelo governador Rui Costa (PT) durante uma transmissão nas redes sociais. No mesmo dia, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) instaurou um procedimento preparatório de inquérito civil para apurar a possibilidade de irregularidades na compra de respiradores pelo governo do Estado. A  Prefeitura de Salvador também está sendo investigada.

A denúncia de Charles foi rebatida nesta terça-feira (12/5) por Rui. “Eu fico assustado com as pessoas nesse momento querem fazer política, fazer disputa comercial ou falar daquilo que não conhece. A empresa que o governo fez contato é uma empresa americana, então não acho que ele seja a pessoa mais adequada para falar da idoneidade de uma empresa americana alguém de uma câmara de comércio da China", argumentou.

"O inverso é verdadeiro, eu não acho que a pessoa mais apropriada para falar da idoneidade de uma empresa chinesa que seja um empresário americano. Com diz o velho ditado: cada macaco no seu galho”, afirmou ainda o petista.

*Aratu On