Foto: Reprodução
O porta-voz dos rodoviários, Fábio Primo, disse hoje (26) ao Metro1, que a categoria desistiu de deflagrar uma greve e votou pela realização de uma assembléia de reconciliação com os patrões. 

Segundo o sindicato, a paralisação aconteceria "pela falta de avanços nas negociações da campanha salarial 2020 com os patrões.

Fabio afirma que a categoria está esperando o tribunal marcar uma data para a realização da assembléia. "Acredito que deve acontecer no final desta semana ou no início da próxima", disse.