Após reitor desmentir, ministro da Educação edita currículo sobre doutorado


O novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli da Silva, editou o seu curriculo Lattes após o reitor da Universidade de Rosário, Franco Bartolacci, afirmar que a instituição argentina não reconhece o título de doutorado do economista. Ao anunciá-lo pelo Twitter, o presidente Jair Bolsonaro havia anunciado a qualificação do novo ocupante do MEC, mas foi desmentido pelo chefe da instituição argentina. 

Na edição, Decotelli retirou o título de sua tese "Gestão de Riscos na Modelagem dos Preços da Soja" e o nome do orientador Dr. Antonio de Araujo Freitas Jr. No lugar, ele deixou apenas "créditos concluídos" e "ano de obtenção: 2009". No campo sobre o orientador, Decotteli escreveu: "sem defesa de tese". 

Mais cedo, através da assessoria de imprensa, o Ministério da Educação declarou que o novo comandante da pasta concluiu os créditos das disciplinas necessárias, mas a pasta não respondeu se ele tinha defendido a tese de doutorado, necessária para a obtenção do título de doutor.

metro1