Foto: Reprodução
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chamou os manifestantes que realizaram protestos contra o seu governo nos últimos dias de “terroristas”. Segundo uma publicação em seu perfil do Twitter, Bolsonaro escreveu que aqueles que usavam a violência como forma de protesto era sim terrorista.

“Quem promove o caos, queima a bandeira nacional e usa a violência cono uma forma de ‘protestar’ é terrorista sim! Manifestante, contra ou a favor do governo, é outra coisa.”, disse a publicação.

Bolsonaro comparou as os atos de manifesto realizados nos Estados Unidos após a morte de um homem negro por um policial branco na semana passada. Segundo o presidente, os protestos no Brasil possuem motivações políticas, diferente do que aconteceu no país norte-americano. Para o presidente, o racismo nos EUA é “diferente”, pois “está na pele”.

“Começou aqui com os antifas em campo. O motivo, no meu entender, política, é diferente. São marginais, no meu entender, terroristas”, disse na terça-feira (2) à noite em frente ao Palácio da Alvorada. Bolsonaro também lamentou a morte de Geogge Floyd.

“Lá [nos Estados Unidos] o racismo pe um pouco diferente do Brasil. Está mais na pele. Então, houve um negro lá que perdeu a vida. Vendo a cena, a gente lamenta. Como é que pode ter acontecido aquilo? Agora, o povo americano tem que entender que, quando se erra, se paga”, afirmou.

Bolsonaro ainda enfatizou de que os protestos que acontecem nos EUA é uma coisa que ele não gostaria que acontecesse no Brasil. “Logicamente qualquer abuso você tem que investigar e, se for o caso, punir. Esse tipo de movimento nós não concordamos”, concluiu o presidente.