O presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) comentou a interlocutores que já está irritado com o advogado Frederick Wassef, que vive dando entrevistas à imprensa. Na avaliação do presidente, o jurista está causando mais estragos do que ajudando na administração da crise do escândalo de Fabrício Queiroz. Segundo a colunista do jornal Folha de S. Paulo Monica Bergamo, pessoas que conversaram com o presidente afirmam que ele está "de saco cheio" de Wassef. 

Foi um dos motivos que levaram à decisão do jurista de abandonar a defesa de Flávio. Após irritar o presidente, Wassef afirmou que abriu mão porque está sendo usado para que as pessoas ataquem o Bolsonaro e o filho. Para o lugar de Wassef, Rodrigo Roca, ex-advogado de Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro.

Diferente do pai, Flávio segue manifestando apenas apreço e gratidão por Wassef. No Twitter, ele postou um comentário tecendo elogios ao ex-defensor. Queiroz foi preso em um sítio de Wassef em Atibaia. O advogado até agora não explicou como organizou a hospedagem, mas disse assumir inteira responsabilidade pelo fato.

fonte metro1/Foto : Marcos Corrêa/PR