Foto: Reprodução
O cantor Devinho Novaes foi indiciado pela Polícia Civil por lesão corporal, injúria, difamação no caso violência doméstica contra a ex-namorada, Luzia Lima, em fevereiro deste ano. De acordo com o site G1, o caso foi à Justiça de Nossa Senhora da Glória (SE) nesta quarta-feira (3).

Segundo o G1, a polícia informou que mesmo após ter sido intimado, o cantor não foi na delegacia. Na época, o advogado de Devinho entrou com um habeas corpus pedindo que ele não fosse ouvido, mas foi negado pela Justiça.

"Em razão de não mais se permitir condução coercitiva de investigado em procedimentos investigativos criminais, o inquérito policial, com as provas reunidas, foi concluído com o indiciamento do cantor e remetido à Justiça", declarou, em nota, da Polícia Civil.

Devinho foi denunciado pela vítima no dia 17 de fevereiro no Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV) de Nossa Senhora da Glória, por agressão. A ex-namorada já havia falado sobre o caso em seu Instagram antes de registrara queixa no DAGV.

No dia 5 de março, a vítima conseguiu na Justiça uma medida protetiva contra Devinho.