Após as polêmicas envolvendo a prisão do ex-assessor Fabrício Querioz, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) resolveu trocar o advogado Frederick Wassef por Rodrigo Roca para defendê-lo no caso da rachadinha.

Roca ficou conhecido por ser advogado do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, que está preso desde 2016.  Roca deixou a equipe de Cabral, após o ex-governador optar pela delação premiada, algo que o advogado sempre foi contra.

Flávio decidiu pela demissão de Wassef após Queiroz ter sido encontrado na casa do advogado.  O senador nega que tivesse conhecimento do fato, algo que o próprio Wassef confirmou.

fonte Radar da Bahia