O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, afirmou que o Brasil tem bons números referentes ao enfrentamento de coronavírus em relação aos países ocidentais. Ele foi entrevistado por Mário Kertész hoje (25), durante o Jornal da Bahia no Ar da Rádio Metrópole. Na avaliação do chefe da pasta do governo federal, o país, que acumula cerca de 54 mil mortos e mais de 1,1 milhão de casos de Covid-19, está conseguindo enfrentar os danos provocados pelo vírus.

"O presidente Bolsonaro foi o primeiro líder político no Brasil a falar em equilíbrio e a proteção e a defesa da vida. Tem que ser justo, o presidente coordenou o governo para que não faltasse nenhum real para estados e municípios. A prova de que não faltou ou sobrou é que várias ações ações do MPF e da PF atrás de superfaturamento em vários estados, com compras e aquisições com dinheiro federal", disse Onyx. 

"Nós conseguimos, apesar das dificuldades, vou dizer algo relevante para o ouvinte entender. O Brasil, de todos os países do mundo ocidental, ainda é um dos países que têm o melhor desempenho no enfrentamento dessa doença. Nós conseguimos, apesar das dificuldades e limitações do SUS, demonstrar que ter um sistema único de saúde é importante. Vários países do mundo vêm procurando o Brasil para tentar entender como construímos esse sistema. É tendente a criar uma proteção muito mais ampla na saúde das pessoas", acrescentou. 

De acordo com Lorenzoni, prefeitos e governadores não assimilaram os ideais defendidos por Bolsonaro e não tiveram equilíbrio e bom senso."[Bolsonaro] apanhou muito isso, principalmente quando disse que tinha que ter equilíbrio no tratamento da pandemia e que os prefeitos e governadores precisavam ter equilíbrio entre proteger a saúde das pessoas mas ao mesmo tempo não trazer fome, miséria e desemprego. Na América Latina, isso mata mais do que qualquer doença", disse o ministro.

"Ele como líder, estava defendendo seu povo e chamando a atenção do Brasil e do mundo que haviam alternativas de enfrentamento à doença, que foi um presente grego que a China deu para o mundo inteiro", falou Onyx. 

metro1