O Tribunal Pleno do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) indeferiu hoje (23) mais um recurso do prefeito afastado de Madre de Deus, na Região Metropolitana de Salvador, Jeferson Andrade. O político pedia a anulação da sentença da 6ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Salvador que o afastou por 180 dias do Executivo Municipal, bem como uma retratação, além do retorno dele ao cargo.

Na decisão, o Pleno do TJ-BA declarou que o afastamento temporário do gestor não causaria paralisia das políticas públicas de combate à Covid-19 ou descontinuidade administrativa severa.

Jeferson Andrade foi afastado em 29 de abril por irregularidades no contrato firmado entre Madre de Deus e a empresa Ferreira Lima Construções LTDA-ME no ano de 2014, para a execução de via de acesso, com pavimentação asfáltica, drenagem pluvial e terraplanagem para a implantação do parque industrial. Foi pago pelo serviço o valor de R$ 3.795.119,95, com posterior aditivo, mas a suspeita é que parte do contrato teria sido pago sem a realização das intervenções.

fonte metro1