Foto: Reprodução
Três homens e três mulheres, que não tiveram a identidade revelada, foram presos na manhã desta quarta-feira (10), nos bairros de Sussuarana, Stiep, Pituaçu, Imbuí e Itapuã, em Salvador, além de Buraquinho, em Lauro de Freitas, por envolvimento com o tráfico internacional de drogas. A Polícia Federal deflagrou a operação ‘Ikaro’ para desarticular a quadrilha.

O líder da atividade criminosa estava em sua residência em Buraquinho quando foi preso, e com ele foram encontrados coletes balísticos, armas e uma quantia em dinheiro. Os outros integrantes eram aliciadores, ou seja, já tinham sido ‘mula’ apenas transportando a droga e hoje passavam a captar pessoas para o serviço e atuar na articulação e financiamento das viagens.

O delegado da PF, Fábio Marques, explicou que a investigação durou meses, após prisões por porte de drogas no aeroporto de Salvador com destino a Portugal com perfil semelhantes. “Eram sempre casais transportando cerca de três quilos de cocaína em um fundo falso da mala, resolvemos investigar quem estava por trás desses crimes. Cada mula recebia em torno de R$ 15 mil e o lucro para a quadrilha era de R$ 500 mil em cada viagem, já que 1 quilo da droga na Europa equivale a 40 mil euros e quanto mais levada para o leste da europeu mais cara ela se tornava”, explicou.

Esta foi a segunda desarticulação de quadrilha, este ano, que atuava com o tráfico de dorgas no aeroporto de Salvador.

Após os procedimentos na sede da PF, os acusados serão encaminhados para o presídio de Salvador.