620 mil pessoas receberam o auxílio emergencial destino a desempregados e pessoas que tiveram a renda comprometida durante a pandemia de Covid-19, de forma irregular, segundo levantamento da TCU.

Ainda segundo o órgão, caso os pagamentos não sejam interrompidos pelo governo, o prejuízo pode chegar até R$ 1 bilhão, até o fim do prazo de pagamento do benefício.  Milionários, famosos e até mortos estão inscritos e receberão o benefício.

Foram pagos R$ 35,8 bilhões para 50.228.253 milhões de beneficiários. Dentre eles, 235.572 empresários, que não são microempreendedores individuais, receberam o benefício irregularmente. Também foram pagos 15.850 auxílios para pessoas com renda acima do limite estabelecido pelo programa.