Médico infectologista, Roberto Badaró alertou para o medo das pessoas serem reinfectadas pelo coronavírus. Hoje (15), em entrevista a Mário Kertész, na 
Rádio Metrópole, o especialista disse que todos desenvolvem defesas contra a doença, após contato com o patógeno. 

“A primeira coisa a dizer é que a gente tem imunidade de duas espécies. A que é realizada pelos anticorpos específicos, a imunidade humoral, e a celular, onde seu organismo reconhece o vírus e produz células de memória, que ficam monitorando uma reinfecção. Se você tiver contato com o vírus, ela induz uma resposta e produz anticorpo”, afirmou. 

De acordo com Badaró, estudos mostram que as pessoas que tiveram a doença de forma mais branda desenvolvem a memória celular. “Se fizemos nessas pessoas o teste para verificar a imunidade celular, você vai encontrar. Um trabalho num grupo da Suécia mostrou isso. As pessoas precisam ficar tranquilas. Se a pessoa teve a doença, pode ficar tranquilo, não vai pegar de novo”, garantiu. 

O infectologista criticou ainda a distribuição de “kit Covid”, que tem sido feita em algumas cidade da Bahia, a exemplo de Itagi. “De médico e loucos, todos temos um pouco. Pegam uma receita de um paciente, que estava infectado, e colocam como forma profilático. Não existe isso. Se as prefeituras estão fazendo isso, não existe kit de profilaxia. Você não pode usar ivermectina constantemente, causa problemas”, avisou.
metro 1