Portal Notícias de Alagoinhas



Na manhã de hoje terça-feira (7), duas pessoas foram presas preventivamente, durante a operação da Polícia Federal para desmontar uma quadrilha que fraudava benefício do INSS na Bahia. Uma terceira pessoa deve se apresentar à PF ainda nesta tarde, para ser detida.

Os dois presos tinham a função de intermediários na qacuadrilha e eram responsáveis por arranjar novas pessoas para serem beneficiadas com as fraudes. O médico-perito envolvido no esquema está em recolhimento domiciliar, ou seja, não pode sair de casa à noite, nem nos finais de semana. Ele foi afastado das atividades.

A operação, batizada de Teia de Aranha, teve 17 mandados para serem cumpridos entre as cidades de Salvador, Camaçari e Candeias. Desse total, 10 foram de busca, três de afastamentos de função pública e três de prisão preventiva.

A Polícia Federal calcula que 80 benefícios foram fraudados, a maioria deles de auxílio doença. O prejuízo aos cofres públicos foi estimado em R$ 4 milhões, mas pode aumentar, conforme as investigações se desenvolvam.

radar da bahia