Uma organização LGBT apresentou uma queixa-crime contra Silas Malafaia, após o pastror criticar nas redes sociais a propaganda da Natura, que contratou o ator trans Thammy Miranda para encabeçar a campanha de Dia dos Pais.

De acordo com a denúncia apresentada pela Aliança Nacional LGBT, o pastor evangélico cometeu o crime de injúria qualificada.

Na publicação, Silas Malafaia acusa a Natura de ferir os "valores cristãos" por colocar "uma mulher para fazer o papel de homem", e convocou um boitece à marca.

Coordenador jurídico do Aliança Nacional LGBT, o advogado Marcelo Jeronymo Lima Oliveira ressalta que Thammy não só é homem, como também pai, e que a fala do pastor não só externa o seu "preconceito", mas contraria decisões "já sacramentadas" pelo STF, no que tange à definição do conceito de família.

bocão news