Morto em uma ação da 9ª Companhia Independente da Polícia Militar na noite do utimo  domingo (26), no bairro de Campinas de Pirajá, em Salvador, o jovem Vitor Santos Ferreira Jesus, 25 anos, estudava para concursos das polícias Civil, Militar e Federal. 

De acordo com um familiar, no WhatsApp, Vitor exibia a frase “É só questão de tempo” seguida de ‘emojis’ com livros, um policial fardado e uma caveira.

“Ele sonhava em ser policial. Nunca teve antecedentes criminais. Sempre trabalhou, tinha acabado de comprar o carrinho dele. Não tinha filhos. A mãe dele só tinha ele. A mãe dele está arrasada e tem problema de coração. Só vive falando em se matar. Esses caras destruiram duas vidas de uma só vez. O Ministério Público e a SSP precisam investigar isso. Ele foi colocado de joelho e morto”, desabafa o familiar.

radar da Bahia